O XTO

XTO é esse que tem voz anasalada que quase desaparece quando gravada nos programas. Gosta de muitos tipos de música, desde que que suscitem algo mais que uma vontade de pular e beijar na boca da menina próxima. Para isso existem as drogas. Se drogando, você ouve até o trio elétrico do mastruz com leite pulando como um fã ardoroso. Não que eu odeie Mastruz com leite. Também se drogando você percebe que as músicas tem cores muito bonitas. Mas não sei porque entrei nesse assunto de drogas… Acho que é porque a música tem sido a não-substância que me desperta os miasmas mais requintados na mente enquanto acordado. Usem a música para abrir a mente!

Aliás, deixa eu recomendar aqui um livro que fala sobre as cores da música:
Música, entre o audível e o visível – Yara Borges Caznok, Ed. Unesp

E um que fala um pouco do som das cores:
Wassily Kandinsky – Do Espiritual na Arte, Ed. Martins Fontes